Centenario de Amizade Japão-Brasil


1995

Japão e Brasil, países tão distantes, mas tão próximos

Vamos abrir o mapa-múndi. O Japão e o Brasil se situam praticamente em posições opostas na Terra. Então, por que existe uma familiaridade tão grande entre estes dois países, apesar de estarem distanciados geograficamente a mais de 20 mil quilômetros?
Em 1895 foi assinado o "Tratado de Amizade, Comércio e Navegação entre o Japão e o Brasil," estabelecendo as relações diplomáticas entre eles, o qual no presente ano está completando o seu centenário. Nesse ínterim, os dois povos teceram estreita relação através de vários intercâmbios econômicos e culturais. No começo deste século, quando se iniciavam as relações nipo-brasileiras, nossos ancestrais desbravaram terras até então intocadas, plantaram produtos agrícolas, deixaram seus descendentes e espalharam incessantemente novas sementes nas terras brasileiras. Mais tarde, essas sementes, com o apoio do espírito aberto e grandioso do povo brasileiro, frutificaram de várias formas, como relações diplomáticas, cooperações econômicas e até intercâmbios culturais e esportivos.
Contudo, essa familiaridade tem a sua origem somente nisso? Para obtermos essa resposta, agora mais do que nunca, temos que refletir sobre o resultado do intercambio estabelecido pelos nossos ancestrais durante um seculo. E desejamos que este firme laco de amizade continue sendo eternamente passado para as futuras geracoes.


A história dos 100 anos -- passo a passo

Visita de então Suas Altezas o Príncipe e a Princesa do Japão nos 70 anos de imigração (1978)

Através do "Tratado de Amizade, Comércio e Navegação" assinado em Paris na França, a 5 de novembro de 1895, iniciaram-se oficialmente as relações diplomáticas entre o Japão e o Brasil. Isso aconteceu quando o Brasil dava o seu primeiro passo rumo à democratização como República Federativa e o Japão surgia no cenário mundial, lado a lado com as potências européias. Este Tratado abriu as portas da amizade entre esses dois povos, transpondo as distâncias geográficas e as diferenças culturais.
Em 1908 o navio Kasato-maru aportou em Santos, no estado de São Paulo, transportando os primeiros 791 imigrantes japoneses, sendo este acontecimento o ponto de partida para uma relação estreita entre os dois países.

Grandes resultados do auxílio financeiro do Japão: Cerrado (à esquerda) e Nippon Amazon Aluminium

A maioria deles era de agricultores que, conseguindo vencer as inúmeras dificuldades da nova terra, contribuíram para o desenvolvimento da agricultura brasileira. Muitos produtos agrícolas como pepino, alface, maçã, caqui e pimenta-do-reino, que encontramos atualmente no Brasil, foram introduzidos por imigrantes japoneses. Os seus esforços contribuíram grandemente para promover uma compreensão e confiança mútuas entre esses dois povos.

Após a Segunda Guerra Mundial, a relação de cooperação econômica entre os dois países se estreitou ainda mais com a restauração econômica do Japão. O Japão vem contribuindo para o embasamento do desenvolvimento econômico do Brasil, sob atuação conjunta dos órgãos governamentais e privados, no que se refere à cooperação econômica e técnica, realizando grandes projetos, como a construção da Metalúrgica USIMINAS em 1957. Esse tipo de cooperação econômica e técnica vem sendo realizado desde a década de 50, de várias formas, como financiamento reembolsável e cooperação técnica. Simultaneamente, atraídas pelas infinitas possibilidades ainda desconhecidas do Brasil, muitas empresas japonesas se estabeleceram em diversos setores como produção, prestação de serviços, agricultura e mineração, ampliando decididamente o intercâmbio comercial entre os dois países.

A colaboração tecnológica em diversas áreas continua.

E ainda com base na confiança e simpatia resultantes de contatos em diversos setores, os seus povos vêm sentindo uma mútua curiosidade e interesse e vêm tendo uma compreensão cada vez maior dos costumes e da cultura de cada um. Graças a isso, o intercâmbio cultural e esportivo tem sido muito incrementado nos últimos anos.

Cerimônia de inauguração do Hospital Nipo-brasileiro


O Japão dentro do Brasil, o Brasil dentro do Japão: A nova era

O espírito brasileiro se sente através da música: Epo & Ryo e Choro Club Tour in Brazil
O sonho e a criatividade do futebol brasileiro transmitidos pelos craques brasileiros

O resultado destes 100anos de intercâmbio pode ser verificado no nosso dia-a-dia em diversas formas. A recente popularidade do futebol no Japão deve-se ao desempenho dos jogadores e técnicos brasileiros. A música e a culinária brasileira têm sido apreciadas pelos japoneses, que cada vez mais simpatizam com o Brasil e o seu povo, conhecido pelo seu espírito alegre e coração grande. A nível de administrações regionais, atualmente 47 cidades e 11 províncias japonesas possuem cidades-irmãs brasileiras, que promovem diversos intercâmbios entre elas. Além disso, os nipo-brasileiros, estimados em 1 milhão e 300 mil, têm contribuído tanto para a sociedade brasileira como cidadãos, quanto para a sociedade japonesa como trabalhadores nos mais diversos setores, servindo como uma ponte entre os dois países.
Neste Centenário de Amizade entre o Japão e o Brasil serão realizados vários eventos comemorativos em diversas regiões dos dois países, a começar pela Cerimônia Comemorativa do Centenário. A sólida amizade dos nossos 100 anos doravante intensificará ainda mais o intercâmbio e a cooperação bilateral contribuindo assim, para o desenvolvimento da América Latina e da Ásia no futuro.

O Carnaval de Asakusa, cada ano mais eufórico, completa seus 15 anos neste ano


Selos comemorativos do Centenário





Um perfil da relação Japão-Brasil em números


Back to Index